Avisar sobre conteúdo inadequado

As irregularidades do vinho

{
}

 TAGS:undefinedAinda que os processos de elaboração do vinho tenham mudado muito ao longo do tempo, hoje em dia continua a ser possível encontrar as irregularidades que pode apresentar o vinho que consumimos. Seja por oxidação, odor marcado ou gosto estranho, nem sempre é fácil identificar os erros mais habitualmente encontrados no vinho.

Alguns deles, são:

Sabor avinagrado. É provável que alguma vez tenhas notado no vinho um sabor semelhante ao do vinagre. Neste caso, é costume dizer que “está picado” e pode ser devido a um processo de maturação mal realizado, entre outras possibilidades. Quando este sabor ou cheiro se detectar num vinho num restaurante, é importante que se transmita aos responsáveis de modo a que possam comprovar quantas garrafas se encontram nestas condições.

Sedimentos no vinho. Talvez nos pareça um defeito do vinho, no entanto, o depósito numa garrafa é algo inofensivo e o desfecho natural do processo de vinificação. Também é verdade que alguns sedimentos podem ter um sabor mais amargo, juntamente com a cor devemos aprender a diferenciar se o vinho perdeu qualidades ou apenas possui sedimentos.

Anidrido carbónico. Quando os vinhos apresentar um cheiro gasoso. Pode ser devido a um processo de fermentação que se iniciou no interior da garrafa.

A rolha. Por vezes, pode parecer que o vinho desprende um cheiro a rolha. Não é real, porque a cortiça não cheira e normalmente deve-se ao cheiro de mofo criado por bactérias que se fixaram na rolha. É bastante complicado isolar este cheiro e realmente pode afectar o vinho totalmente. Como informação adicional, consta que uma, em cada 15 garrafas de vinho, pode apresentar cheiro a mofo o que deixa concluir que o problema é mais habitual do que o que possa pensar.

Oxidação. Quando um vinho esteve demasiado tempo em contacto com o ar, oxida e portanto modifica-se o seu sabor e a sua cor de modo irreversível.

Recomendações sem irregularidades : )

 TAGS:Macán Clásico 2011Macán Clásico 2011

Macán Clásico 2011: Vinho tinto com Denominação de Origem de Rioja com Tempranillo de 2011.

 

 

 TAGS:Macán 2011Macán 2011

Macán 2011: Vinho tinto com Denominação de Origem de Rioja com Tempranillo de 2011 e graduação alcoólica de 14º

 

{
}

Deixe seu comentário As irregularidades do vinho

Entra em OboLog, ou cria seu blog grátis se você ainda não esta cadastrado.

User avatar Your name