Avisar sobre conteúdo inadequado

As tourigas

 TAGS:São tintas, são tourigas. Castas diferentes e de bom casar.

Diz-se que a famosa casta Touriga Nacional provem de Tourigo, uma pequena Freguesia do Distrito de Viseu, na zona do Dão. E não deixa de apoiar esta teoria, o facto de que a freguesia vizinha, se chame Mortágua, o outro nome pelo qual a touriga nacional é conhecida.

Durante o século XIX, 90% das vinhas do Dão eram constituídas por esta casta até chegar a praga da filoxera que devastou os vinhedos europeus. Ao contrário de muitas outras regiões vitivinícolas, esta cepa não foi replantada senão muitos anos mais tarde, o que talvez possa explicar a fama de antiguidade da touriga no Douro.

No entanto, os enólogos explicam que a casta, a ser plantada no Dão e em comparação com o Douro, produz um vinho de acidez mais equilibrada, já que o clima proporciona uma maturação mais lenta.

A uva é de bagos pequenos e polpa rija e os seus vinhos são complexos, encorpados, extremamente aromáticos e têm muito a ganhar com estágio em barris de carvalho, e não em madeira de castanho como mandava a tradição no Dão. São vinhos de guarda e com melhor envelhecimento que os que provêm da Touriga franca. Os espumantes exclusivamente elaborados com touriga nacional são rosados, ligeiros e com aroma frutado.

A Touriga Franca, é também chamada Touriga Francesa, apesar da casta ser originariamente do Norte de Portugal. É uma das protagonistas da produção dos vinhos do Douro e Trás-os-Montes e especialmente utilizada na elaboração do Vinho do Porto (tal como a touriga nacional), ainda que atualmente se tenha estendido também para Sul, pela Estremadura, Bairrada, Ribatejo e Terras do Sado.

Os bagos desta uva são medianos, arredondados, de polpa mole e cor preto-asa-de-corvo. Necessitam temperaturas generosas para que os vinhos que originam tenham os seus característicos sabores de fruta como a amora e a ameixa.

Muitos vinhos, de Norte a Sul, incluem uma percentagem desta casta nos seus tintos, mas o casamento das duas tourigas com a Tinta Roriz é já uma tradição entre produtores e enólogos, conhecedores da harmonia das três castas no mesmo vinho, onde o álcool e a acidez se equilibram num corpo de sabor persistente.

 TAGS:Batuta 2007Batuta 2007

Batuta 2007

 

 

 TAGS:Filipa Pato Lokal Silex 2005Filipa Pato Lokal Silex 2005

Filipa Pato Lokal Silex 2005

Deixe seu comentário As tourigas

Entra em OboLog, ou cria seu blog grátis se você ainda não esta cadastrado.

User avatar Your name