Avisar sobre conteúdo inadequado

Calorias do álcool na etiqueta. Sim ou não?

{
}

 TAGS:undefinedO Parlamento Europeu solicitou recentemente que as etiquetas das bebidas alcoólicas indicassem os dados relativos ao seu conteúdo calórico e convidou o executivo comunitário a apresentar uma proposta sobre este tema antes de 2016. 

A resolução da “estratégia europeia em relação ao álcool” foi aprovada e o seu objectivo é reduzir o seu consumo entre os menores de idade assim como advertir sobre os seus riscos a condutores e grávidas.

Os eurodeputados solicitaram à Comissão Europeia que esta estratégia “se comece a trabalhar imediatamente” uma vez que o período previsto se inicia em 2016 e dura até 2022.
Esta resolução especifica que a União Europeia” deve avaliar se a obrigatoriedade de informar os consumidores sobre os ingredientes e nível nutricional deve ser aplicada às bebidas alcoólicas”.

Em relação às calorias do vinho, refere que “deverá figurar claramente” nas bebidas, para que tal assim o seja, a Comissão “deverá apresentar uma proposta legislativa em 2016, data limite”.
Também será avaliada a necessidade de incluir na etiqueta a advertência às mulheres grávidas sobre o consumo de álcool e os riscos que correm os condutores.

Adicionalmente, foi solicitado aos estados membros que protejam os jovens através de uma rigorosa aplicação do limite mínimo de idade no consumo de álcool e da realização de campanhas de prevenção.

Esther Herranz considera importante que o Parlamento Europeu tenha admitido uma alteração para manter as campanhas de promoção de produtos agrícolas, incluindo o vinho. “Apesar da intenção de alguns grupos em criminalizar o consumo de vinho, conseguimos obter uma posição muito mais equilibrada que esclarece a possibilidade de continuar a apostar na promoção do consumo de vinho, sempre de modo razoável”, declarou a eurodeputada.

Por outro lado, Herranz referiu que “existem relatórios que demonstram que os consumidores não procuram informação calórica nas etiquetas, mas sim outro tipo de dados, como a colheita e as castas”. Por esta razão sugere que “poderia ser muito mais efectivo utilizar outras ferramentas, como um site de acesso público sobre a informação nutricional das bebidas, em vez de tornar ainda mais complicadas as etiquetas dos produtos”.

De qualquer modo, o debate já está servido...Qual é a tua opinião?

 TAGS:Naia 2014Naia 2014

Naia 2014: Vinho branco com Denominação de Origem de Rueda vinificado com casta Verdejo de 2014 . Graduação alcoólica - 13º.

 

 

 TAGS:Macán 2011Macán 2011

Macán 2011: Vinho tinto com Denominação de Origem Rioja. Tempranillo (Tinta roriz) de 2011. Graduação alcoólica -14º.

 

{
}

Deixe seu comentário Calorias do álcool na etiqueta. Sim ou não?

Entra em OboLog, ou cria seu blog grátis se você ainda não esta cadastrado.

User avatar Your name