Avisar sobre conteúdo inadequado

Os 10 vinhos mais caros de 2015

{
}

 TAGS:undefinedA Wine Searcher publicou recentemente uma lista dos vinhos mais caros do mundo no ano 2015. Como seria de esperar, as primeiras posições são ocupadas pelos vinhos franceses, uma referência internacional no mundo do investimento em vinho. 

Aqui ficam as 10 primeiras classificações:

1. Henri Jayer Richebourg Grand Cru, Cote de Nuits, França – 13.580$: Vinho elaborado com Pinot Noir. O seu preço aumentou nos últimos 3 anos e tornou-se num dos vinhos mais populares na Europa e na Ásia.

2. Domaine de la Romanee Conto Romanee Conti Grand Cru, Cote de Nuits, França – 13.196$: Foi eleito pelos críticos como um dos 5 melhores vinhos franceses. A vindima de 2012 obteve 99 pontos da Wine Advocate e 19 pontos em 20 concedidos por Jancis Robinson. O seu preço aumentou gradualmente nos últimos 3 anos, até se converter no segundo Borgonha mais caro. Este vinho é elaborado com a casta Pinot noir, em Romanee-Conti, um sítio de vinhas Grand Cru (com a correspondente Denominação) em Cote de Nuits, na Borgonha.

3. Henri Jayer Cros Parantoux, Vosne Romanee Conti Grand Cru, França – 8.473$: Classificado pelos criticos como um dos 5 melhores vinhos Vosne-Romanée Cros Parantoux é o 2º vinho mais caro da categoria Vosne-Romanée Premier Cru, tendo aumentado no último ano.

Cros Parantoux é uma das zonas mais respeitadas em Vosne-Romanée, considerada por muitos como digna do status Grand Cru. Localiza-se nas ladeiras da zona climática Richebourg Grand Cru, e, tal como os seus famosos vizinhos, cultiva a Pinot noir.

4. Ego Muller Scharzhof Scharzhofberger Riesling Trockenbeerenauslese, Mosel, Alemanha – 6.924$: Este é o vinho branco alemão de preço mais alto e o terceiro a nível de popularidade. É *elaborado com Riesling*, em Wiltingen, onde 3 vinhas já foram classificadas pela VDP (Associação Alemã de Qualidade) como Erste Lage - Scharzhofberger, Braunfels e Gottesfuss.

5. Domaine eFlaive Montrachet Grand Cru, Cote de Beaune, França - 5.769$:
Este é o vinho branco, elaborado com Chardonnay, com o preço mais alto da Cote de Beaune. O seu preço aumentou nos últimos 3 anos.

6. Domanine Georges & Christophe Roumier Musigny Grand Cru, Cote de Nuits, França – 4.935$: Elaborado com Pinot noir, este vinho procede de uma vinha Grand Cru, no coração da zona vinícola de Cote de Nuits, na Borgonha. É o vinho mais caro de Chambolle-Musigny.

7. Jon. Jos. Prum Wehlener Sonnenuhr Riesling Trockenbeerenauslese, Mosel, Alemanha – 4.867$: Este é o terceiro vinho classificado pela Wine Spectator e o segundo vinho alemão mais caro. Elaborado com a casta Riesling, em Wehlen, uma das vilas mais conhecidas na região do vinho de Mosela, localizada junto às águas de Bernkastel-Keus e Graach e antes de Zeltingen.

8. Domaine de la Romanee Conti Montrachet Grand Cru, Cote de Beaune, França – 4.458$: A Wine Advocate classificou este vinho como sendo um dos 5 melhores de Puligny-Montrachet e já recebeu mais prémios do que qualquer outro vinho da região. A casta, Chardonnay, cresce na vinha Montrachet, a jóia da coroa dos vinhos brancos borgonheses.

9. Domaine LeRoy Musigny Grand Cru, Cote de Nuits, França – 4.454$: É o segundo vinho mais caro de Chambolle-Musigny. Pinot noir de Musigny, uma vinha Grand Cru, classificada em 1936, na zona vinícola de Cote de Nuits, na Borgonha. A importância desta vinha na vida local reflete-se no nome actual da Vila, antes Chambolle, hoje Chambolle-Musigny.

10. Domaine Jean Louis Chave Ermitage Cuvee Cathelin, Rhone, França – 4.131$: O 3º vinho francês com a classificação mais alta concedida pela Wine Advocate e pela Wine Spectator. Elaborado com a casta Syrah, este é o vinho mais caro do Rhone, en subida crescente nos últimos dois anos. As suas origens foram largamente debatidas, mas a sua casa actual é sem dúvida, o Vale do Ródano.

Hoje recomendamos 2 vinhos franceses, que, apesar de não constarem desta lista de luxo, certamente serão apreciados por muitos.

 TAGS:Château Pontet-Canet 2008Château Pontet-Canet 2008

Château Pontet-Canet 2008: Pauillac das adegas Château Pontet-Canet. Castas Petit verdot e Merlot de 2008. 13º de graduação alcoólica. 

 

 

 TAGS:Château Sociando Mallet 2005Château Sociando Mallet 2005

Château Sociando Mallet 2005: Vinho tinto com Denominação de Origem Alto Médoc, das adegas Château Sociando Mallet. Elaborado com as castas Merlot e Cabernet sauvignon de 2005. Graduação alcoólica de 13º. 

 
 
*Photo: Alin Zelenco
{
}

Deixe seu comentário Os 10 vinhos mais caros de 2015

Entra em OboLog, ou cria seu blog grátis se você ainda não esta cadastrado.

User avatar Your name