Avisar sobre conteúdo inadequado

Os vinhos da Península de Setúbal

{
}

 TAGS:A rota dos vinhos da Península de Setúbal abarca duas Denominações de Origem: a de Setúbal e a de Palmela, esta última recentemente eleita (em 2012) Cidade Europeia do Vinho, pela RECEVIN- Rede Europeia de Cidades do Vinho.

Ambos os Concelhos, juntamente com Montijo e Alcácer do Sal, são reconhecidos produtores de vinhos regionais da Costa Azul.

As vinhas das terras planas produzem maioritariamente a casta tinta Castelão (Periquita) e em menor quantidade, as brancas Fernão Pires e Arinto.

A Moscatel de Setúbal, casta branca também utilizada na produção de vinhos de mesa, cultivada sobretudo nas encostas da Serra da Arrábida e a casta tinta Moscatel Roxo (ou Galego roxo), são as responsáveis pelo famoso vinho generoso da região, envelhecido em barris de carvalho no mínimo durante 1 ano e meio.

O Moscatel roxo, menos conhecido e com uma produção muito limitada, é um vinho doce e extremamente aromático, de sabores mais complexos que o moscatel de Setúbal, dizem os peritos.

Nos anos 70 alguns produtores introduziram também castas como a Cabernet Sauvignon, Syrah, Merlot, Chardonnay, Cabernet Blanc, Pinot Noir e Pinot Blanc entre outras.

Entre estes produtores, a Casa Ermelinda Freitas, uma empresa criada nos anos 20, dedicada à elaboração de vinhos e até hoje gerida por mulheres, onde, dos 240 Ha de vinha, 160 são ocupados pelo cultivo de Periquita.

 Outra das referências incontornáveis na produção de vinhos da Península de Setúbal é a Venâncio Costa Lima. Uma adega localizada na Quinta do Anjo, na região de Palmela que já vai na 4ª geração de produtores de vinhos de mesa brancos e tintos, vinhos certificados (com Denominação de Origem) e Moscatel de Setúbal. Ganhou o prémio da Muscats du Monde 2011 que a reconhece como produtora do melhor moscatel do mundo, o que não diz pouco...

A nossa sugestão de compra de hoje é um Só Syrah 2007, um fantástico ano de vindimas. Se tiver oportunidade, acompanhe-o com o indispensável queijo de Azeitão. Bom apetite!

 

{
}

Deixe seu comentário Os vinhos da Península de Setúbal

Entra em OboLog, ou cria seu blog grátis se você ainda não esta cadastrado.

User avatar Your name