Avisar sobre conteúdo inadequado

Os Vinhos das Beiras

{
}

 -

A Região das Beiras atravessa Portugal de lado a lado, do Oceano Atlântico até à fronteira com Espanha. Toca o Minho e o Douro a Norte e o Alto Alentejo e Ribatejo a Sul. As três sub-regiões produtoras de vinhos que o compõem: Beira Alta, Beira Litoral e Terras de Sicó, albergam cinco denominações de origem, onde as castas tintas dominantes são a Tinta Roriz, Bastardo, Rufete e Touriga Nacional. Nas castas brancas, a Fernão Pires (ou Maria Gomes) Síria, Malvasia Fina (ou Boal), Rabo-de-Ovelha, Bical (ou Borrado das Moscas) Encruzado e Arinto, entre outras.

Mais recentemente, em 2011, apareceu a designação de ?Terras da Beira?,que abarca as três regiões demarcadas: o Dão, Bairrada e Beira Interior.

Os vinhos brancos desta região são frescos e frutados e os vinhos tintos, encorpados, de cor intensa e com grande potencial de envelhecimento. Na sub-região de Távora-Varosa são produzidos alguns dos espumantes portugueses mais famosos.

Porém, desde 2003/2004 que se produz um outro tipo de vinho (ou outro conceito de vinho) nas Beiras, é o vinho Kosher. O ?Terras de Belmonte? é um vinho elaborado segundo as normas judaicas na Adega Cooperativa da Covilhã.  A localização não é uma casualidade, já que Belmonte abrigou uma importante comunidade judaica no passado. Para quem não saiba, a diferença deste vinho com outros reside no processo de produção, que apenas pode ser realizado por indivíduos judeus e nas próprias leveduras e produtos adicionais, que não são de origem animal.

É ainda um vinho produzido com castas tradicionais portuguesas e de vinhas velhas. As castas mais utilizadas nesta produção são a Rufete, Tinta Roriz, Mourisco, Touriga Nacional e Jaen.

A nossa sugestão beiroa de compra online, vai para o...

 TAGS:Filipa Pato 3BFilipa Pato 3B

Filipa Pato 3B: A casa não aceita a designação espumante, prefere chamar-lhe Método tradicional, enquanto não lhe é concedida uma designação própria como é o caso do Cava na Catalunha. O seu nome é a soma das iniciais das castas com que é produzido ? Bical (30%) e Baga (70%)- associado à Bairrada de onde procede. Trata-se de um rosé parcialmente envelhecido em barris de carvalho, muito aromático, com estrutura e acidez equilibrada. A enóloga Filipa Pato criou a sua própria marca, baseada na qualidade da tradição, ainda que o nome do seu pai, Luis Pato, seja praticamente uma denominação de origem por si só.

 

 

 

 TAGS:Meia Encosta 2010Meia Encosta 2010

Meia Encosta 2010

{
}

Deixe seu comentário Os Vinhos das Beiras

Entra em OboLog, ou cria seu blog grátis se você ainda não esta cadastrado.

User avatar Your name