Avisar sobre conteúdo inadequado

Pisco, uma bebida com tradição

 TAGS:O Pisco é uma bebida oriunda do Peru, elaborada com distintas castas e considerada como uma aguardente de uva. A sua origem data do final do séc XVI e a cidade que a viu nascer foi aquela que lhe deu o nome ?Pisco?, cidade litoral, num belo vale que alberga séculos de história e uma importante riqueza cultural.

A história do Pisco

O Pisco deve o seu nome a uma peça de barro de uma cultura pré-inca da zona, a esta peça chamavam-lhe ?piskos? e servia para guardar bebidas alcoólicas. Supõe-se que que este foi o primeiro recipiente do pisco e que por essa razão lhe foi dado este nome. A segunda versão da etimologia da palavra, defende que o seu nome vem das aves ?pishqus? que habitualmente sobrevoam o vale de Pisco (em Ica).

O pisco ganhou popularidade pouco depois de que se plantassem as primeiras vides no Peru, a Igreja foi quem deu inicio à tradição do vinho e era evidente que existia um extenso território de vales férteis para o cultivo das uvas. Com o vinho chegou, inevitavelmente, a aguardente, essa bebida que encerra lendas de piratas e reis.

Em 1617 o pisco já era comercializado pelos jesuítas, que tinham expandido a sua produção desde Ica a Lima, Cuzco, Ayacucho e Potosí (a atual Bolívia). O pisco começou a atravessar fronteiras precisamente no porto com o seu mesmo nome, Espanha foi a primeira chegada, mas depois disso, rumou a Inglaterra, assim como a outros países da Europa.

A disputa sobre a origem do pisco

Já vem de longe a discussão sobre a origem da denominação Pisco e os argumentos apresentados na disputa entre o Peru e o Chile são inúmeros.

Para além do facto de Pisco ser o nome da cidade peruana, este país apresentou razões convincentes para ser reconhecida como autora da bebida. Vários documentos históricos, obras literárias e vestígios históricos permitiram encerrar a discussão com a conclusão de que, o pisco tem origem peruana.

A elaboração do pisco

O pisco é uma aguardente e, como tal, a sua elaboração não é muito diferente de outras aguardentes similares, feitas unicamente com uvas. Estas uvas dividem-se em dois grupos: As uvas aromáticas como as Albilla, Italia, Moscatel e Torontel e as uvas não aromáticas tais como a Mollar, a Quebranta e a Uvina. Estas variedades de uva dão origem aos seguintes tipos de pisco:

  • Pisco Puro ? Feito com apenas uma variedade de uva não aromática. Este pisco é ideal para preparar o popular Pisco Sour.
  • Pisco Acholado ? Feito com mais de uma uva. Este é um dos piscos mais fortes.
  • Pisco Mosto Verde ? Feito com mostos sem terminar o processo de fermentação. Este é o mais fino e subtil de todos os piscos.
  • Pisco Aromático ? Feito com distintas uvas aromáticas. O pisco mais aromático de todos.
  • Pisco Aromatizado ? Feito com uvas aromatizadas e frutas.

Hoje em dia o pisco converteu-se na bebida da bandeira do Peru, a sua exportação cresce a passos largos e é sem dúvida a aguardente mais importante da América do Sul.

 TAGS:Pisco Campanario ReservadoPisco Campanario Reservado

Pisco Campanario Reservado

 

 

 TAGS:Pisco BauzaPisco Bauza

Pisco Bauza

Deixe seu comentário Pisco, uma bebida com tradição

Entra em OboLog, ou cria seu blog grátis se você ainda não esta cadastrado.

User avatar Your name