Avisar sobre conteúdo inadequado

Vinhos australianos

{
}

 TAGS:Os vinhos australianos destacam-se pelo seu brilho, frescura e os marcados aromas próprios da uva. Na Península, assistimos de modo crescente ao aparecimento de vinhos da Austrália.

Vamos conhece-los com um bocadinho de História:

A vide chegou à Austrália, pelo Cabo da Boa Esperança, em 1788 e foi plantada no jardim do então governador Phillip, no centro de Sidney. O cultivo estendeu-se rapidamente, afastando-se das zonas litorais, em busca de climas mais secos, chegou primeiro a Hunter Valley, depois ao Sul da Austrália e finalmente a Victória e Tasmânia. Em 1830, o vinho já era produzido de forma comercial.

Ainda assim e até há 15 ou 20 anos atrás, os vinhos australianos eram desconhecidos no resto do mundo. Foi apenas quando se procedeu a o desenvolvimento dos culturas (como o sistema de rego por goteio por exemplo) que a produção apresentou um crescimento que permitiu a procura de novos mercados para a exportação de vinhos.

Desde essa época, os vinhos australianos foram divididos basicamente em duas gamas: os vinhos jovens e frescos, com potência dos frutos e de baixo custo e os vinhos de gama alta, com grande estrutura e capacidade de guarda. É habitual encontrar vinhos brancos de Sémillon e Riesling de 20 anos ou ainda, Cabernet Sauvignon de 30 ou 40 anos.

Porém, a uva mais característica dos vinhos australianos é, sem dúvida, a Shiraz, a nossa Syrah, que, bem desenvolvida, se desdobra numa impressionante quantidade de aromas de fruta, e que, em alguns casos, combinada com a Cabernet Sauvignon cria uns vinhos de reserva extraordinários, enquanto que em solitário oferece vinhos jovens bastante apetitosos.

As zonas de produção mais importantes são:

South Australia: A região mais famosa e onde se encontram alguns dos vinhos mais caros e conhecidos. Aqui se localiza Barossa Valley, uma das Denominações melhores do mundo. Outra Denominação bastante conhecida é a de McLaren Vale.

Victória: Produtora de vinhos com grande diversidade, com uma qualidade aceitável e com boa receção no mercado. Hoje em dia, em zonas como a de Yarra Valley produzem-se vinhos de ?corte moderno? e com grande aceitação.

New South Wales: A zona vitivinícola mais antiga, onde se encontra a clássica Hunter Valley.

Western Australia: A região mais árida e de desenvolvimento mais recente em relação ao vinho.

Se te apetece provar vinhos australianos deixamos aqui três recomendações:

 TAGS:Wolf Blass Bilyara Chardonnay 2012Wolf Blass Bilyara Chardonnay 2012

Wolf Blass Bilyara Chardonnay 2012: Da mais famosa das Denominações, Barossa Valley, chega este coupage de uvas Sémillon e Chardonnay, com aromas tropicais e textura cremosa. Para saborear pouco a pouco.

 

 

 TAGS:MadFish Shiraz 2005MadFish Shiraz 2005

MadFish Shiraz 2005: Ainda de Barossa Valley, um vinho da casta protagonista, a Shiraz MadFish é uma das adegas australianas mais conhecidas em todo o mundo e oferece vinhos de qualidade média/alta e por um preço moderado.

 

 

 TAGS:Cullen Cabernet Sauvignon Merlot 2000Cullen Cabernet Sauvignon Merlot 2000

Cullen Cabernet Sauvignon Merlot 2000: Margaret River é uma Denominação do Oeste da Austrália, produtora de muito bons vinhos de Cabernet Sauvignon, baseada na sua secura extrema. Este vinho tem uma muito boa capacidade de guarda e aromas de um excelente vinho.

Já provaste vinhos australianos? Quais e qual o teu preferido?

 

 

 

{
}

Deixe seu comentário Vinhos australianos

Entra em OboLog, ou cria seu blog grátis se você ainda não esta cadastrado.

User avatar Your name