Avisar sobre conteúdo inadequado

Vinhos da Alemanha

{
}

 TAGS:Sobre os vinhos da Alemanha pode dizer-se que representam o triunfo do trabalho humano sobre as forças da natureza. O frio clima do Norte da Europa torna difícil o cultivo e a maturação da uva necessária, e, como tal, constitui um autêntico logro através de muitos anos de dedicação.

Se, em França, a divisão entre parcelas pode estabelecer a classificação ou não de um vinho como Grand Cru, na Alemanha, pelo seu clima e a enorme diferença de solos, esta diferença tem um papel ainda mais determinante.

Além de que, a presença de um microclima determinado em cada zona, que de algum modo defenda a vide das inclemências climáticas, é fundamental.

Em relação às uvas, o mais habitual é o cultivo da uva branca, mais resistente ao frio e menos exigente no que se refere a calor no amadurecimento. Oferecem uns vinhos que, geralmente, contêm um baixo grau alcoólico, ao contrário da acidez, elevada, ou seja, seguindo um esquema de menos calor= menos açúcar= menos álcool + acidez. São vinhos muito aromáticos e que graças a essa elevada acidez podem ser conservados e brilhar durante anos.

As variedades mais utilizada são as castas Riesling, Gewürztraminer e a Müller-Thurgau, uma variedade autóctone.

As zonas de cultivo mais antigas e mais desenvolvidas são as das proximidades do Rio Mosela e do Rio Rhin, onde a uva começou a ser cultivada já na época romana. É de aqui que surgem as atuais denominações de Mosel-Saar-Ruwer e Rheinhessen. O facto de que a maior parte das zonas de produção esteja junto ao rio deve-se a que aqui, as geadas são menos frequentes.

Os vinhos alemães possuem vários tipos de classificação porque são divididos por zona geográfica, nível de qualidade e conteúdo de açúcar do mosto, o que faz com que, por vezes, sejam difíceis de identificar.

De forma a que te possas guiar, explicamos a seguir o que significam algumas das palavras básicas que e encontram sobre os vinhos alemães:

  • Kabinett: Significa que se trata de um vinho de qualidade, o equivalente a um vinho com Denominação de Origem em Portugal.
  • Spätlese: Sao os vinhos produto de vindima tardia e portanto com mais corpo que o habitual. Não todos são necessariamente doces.
  • Auslese: Vinhos de vindima selecionada. Tal como os Spätlese, nem todos são doces.
  • Beerenauslese: Vinho licoroso, de uva muito madura e selecionada bago a bago.
  • Trockenbeerebauslese (TBA): Assim como os Beerenauslese mas elaborados com uva seca e afetada pelo fungo Botrytis, com o qual se obtêm vinhos mais doces, densos e valorizados (e ainda muito caros).
  • Eiswein: Os famosos vinhos de gelo. Ainda que sejam mais conhecidos os da Áustria ou do Canadá, na Alemanha também se elaboram grandes vinhos de gelo.

Queres provar os vinhos alemães? Na Uvinum recomendamos-te alguns:

 TAGS:Blue Nun Winemaker's Passion Riesling 2011Blue Nun Winemaker's Passion Riesling 2011

Blue Nun Winemaker's Passion Riesling 2011:  A Alemanha tem fama de ser o país que elabora os melhores vinhos Riesling do mundo. Prova este Blue Nun e perceberás porquê.

 

 

 TAGS:Weinhaus Barzen Riesling Trocken 2008Weinhaus Barzen Riesling Trocken 2008

Weinhaus Barzen Riesling Trocken 2008: Um vinho de gelo alemão, especialmente dedicado aos gulosos que desfrutamos este tipo de vinho.

 

 

 TAGS:Weinhaus Barzen Sekt 2008Weinhaus Barzen Sekt 2008

Weinhaus Barzen Sekt 2008: Um espumante de Riesling. Também se fazem bons espumantes de uva Riesling na Alemanha. Ainda que este contenha mais álcool, é aromático, seco e potente. Diferente.

{
}

Deixe seu comentário Vinhos da Alemanha

Entra em OboLog, ou cria seu blog grátis se você ainda não esta cadastrado.

User avatar Your name